Uma dura e benéfica batalha

Qual programa/aplicativo/IDE usar para fazer jogos em Java?


Júlio Rodrigues ·

No ecosistema Java existem várias IDEs bastante populares. IntelliJ e Android Studio são as melhores sem sobra de dúvidas, assim como qualquer produto da JetBrains costuma se destacar bastante.

Legal, você já leu bastante coisa comparando as diferentes linguagens de programação que existem e você decidiu escolher Java. Agora chegou o grande momento de começar a sua jornada dos códigos instalando todos os programas e aplicações necessárias para executar os seus programas e jogos.

Apesar da palavra aplicativo ter quase perdido o seu sentido mais amplo e sendo utilizada majoritariamente para se falar de aplicativos mobile, aplicativos para celular, também faz sentido perguntar qual aplicativo deve ser usado para se programar. O que você busca é uma IDE.

IDEs é uma sigla para 'Integrated Development Environment', traduzindo: ambiente de desenvolvimento integrado. Uma IDE possui várias ferramentas, muitas vezes todas, que precisam ser usadas para desenvolver algo em determinada linguagem de programação. Dizemos ambiente integrado pois este vai além do compilador, um ambiente integrado possui um editor de texto, um debugador, um agente ajudante de programação, integração com sistema de controle de versão, e muito mais. É realmente bastante coisa junta em um só lugar para agilizar o processo de trabalho das tarefas mais comuns que os programadores executam em seu dia-a-dia.

Além da IDE você também precisa escolher quais bibliotecas vai utilizar para a parte de programação de jogos em si, mas este artigo vai se focar somente na parte do Java puro em si.

Quer saber o que utilizar? Recomendo libGDX, framework multiplataforma para criação de jogos em java para: windows, mac, iOS, Android e web. É um combo formidável.

Uma alternativa ao uso de uma IDE seria simplesmente utilizar um editor de texto como o Visual Studio Code, Sublime e até mesmo o bloco de notas e compilar e rodar o seu programa na linha de comando, mas creio que criar esta barreira inicial adicional não é de grande ajuda para quem está começando, programação já é um assunto de dificuldade suficiente por si só mesmo que se removam todas as barreiras possíveis. Mas isso não quer dizer que você não pode fazer isso no futuro, você pode e deve, vai lhe ajudar a entender como melhor utilizar todo o seu conjunto de ferramentas (toolchain).

Vou apresentar agora as opções mais populares do mercado de IDEs para Java e no final do artigo eu concluo com a minha opinião de desenvolvedor com mais de 10 anos de experiência programando.

Eclipse

Dificilmente alguém mexeu com Java por mais de 6 meses e não lidou com Eclipse. Java e Eclipse já foram uma espécie de simbiose autohospedada pois o eclipse é feito em Java e o eclipse é feito para se fazer programas Java, inclusive o eclipse é usado para fazer o próprio eclipse.

Possui diversos facilitadores de criação de classes, interfaces, verificação instantânea de erros de sintaxe, sugestão automática de melhorias no seu código, suporta inúmeras tecnologias e tipos de projeto, é uma baita ferramenta.

O grande problema do eclipse? Ele é lento e pesado. Sua RAM vai pro espaço. Você vai se ver configurando vários parâmetros da sua JVM a fim de tornar a situação ao menos palatável. Com o lançamento da IntelliJ (Android Studio) (que será descrita logo adiante), paulatinamente eclipse foi perdendo espaço até que um dia se tornou obsoleta no desenvolvimento Android. Entretanto ainda é bastante usada para outros tipos de desenvolvimento Java.

Netbeans

Muito iniciantes gostam de começar pela Netbeans pois ela possui interface mais agradável que o eclipse e o mais importante: seu módulo de criação de interfaces gráficas é bastante maduro e bem feito. Tem gente, inclusive, que utiliza eclipse e netbeans no mesmo projeto, para usar o melhor de cada um.

Um outro aspecto do Netbeans que brilha bastante é a sua integracão com bandos de dados. Como Netbeans foi comprado pela Oracle é de se imaginar o motivo.

As ideias da interface gráfica do Netbeans são diferentes do eclipse, você não tem perspectivas, a interface simplesmente muda sozinha tentando fazer o possível na adivinhação do que você precisa, pra muita gente funciona.

Assim como o Eclipse, pode se tornar uma ferramenta bem lenta dependendo das customizações que você ativar.

Android Studio / IntelliJ

Coloquei as duas juntas porque o Android Studio é feito com base na IntelliJ mas especializada em desenvolvimento Android. No caso da criação de jogos com libGDX não faz muita diferença.

Análise de código, inúmeras refatorações (refatorações podem ser vistas como oportunidades de melhoria do código), comunidade ativa com muitos e muitos plugins. Uma IDE veloz.

Um sistema muito inteligente de atalhos de teclado, você pode fazer praticamente tudo que você precisa sem encostar no mouse, isso aumenta muito a produtividade à medida que você vai memorizando os comandos.

Excelente integração com Android, é claro. Além disso, para se desenvolver Android a recomendação para quem não quer perder tempo é simplesmente utilizar o Android Studio.

FIGHT: Eclipse VS Netbeans para fazer jogos

Eclipse é de longe o mais utilizado, o que ajuda bastante na hora de resolver problemas. Netbeans costuma ser a opção de muita gente, interface mais simples e direta, a interface do eclipse é horrenda. Com o tempo passando e você querendo mais das suas ferramentas o eclipse passa aí sim a mostrar o seu valor por conta de seu alto potencial de customização.

Veredito para quem está começando: Netbeans
Veredito para quem já manja um pouco: Eclipse

FIGHT: Eclipse vs IntelliJ / Android Studio para fazer jogos

Como este é um artigo de opinião, vou dar a minha opinião. Eclipse e Netbeans nem se comparam à IntelliJ. IntelliJ esta realmente na frente, tipo MUITO na frente. A cada atualização a interface com o programador se torna melhor. Ela é a única que realmente tem uma interface gráfica pensada e repensada no uso do dia-a-dia dos programadores.

Eles tem uma equipe de designers técnicos que trabalham junto com os engenheiros que coletam dados de uso para criar uma interface coesa e lógica, nas outras duas você inevitavelmente vai ficar perdido para fazer as coisas mais simples e corriqueiras, principalmente no eclipse com a sua interface "joga tudo na parede e vê o que cola".

Fora a parte de análise de código, as já citadas refatorações, excelente ferramentas de resolução de conflitos com controle de versão, integrações com os mais diversos sistemas de build sem ter que configurar praticamente nada.

Veredier para quem está começando: IntelliJ
Veredito para quem já manja um pouco: IntelliJ

BÔNUS: Linha de comando

Você é hardcore, se vira.
Perguntas/Queries relacionadas
  • melhor ide java
  • aplicativo fazer jogos em java
  • programa para fazer aplicativos java
  • netbeans
  • eclipse
  • intellij
© Bladecast 2018. All rights reserved.